G20 Semiárido começa nesta quinta-feira em Petrolina


A primeira reunião de cúpula do G20 Semiárido (Fórum Permanente para o Desenvolvimento Regional), grupo que reúne as maiores economias do Semiárido brasileiro, começa nesta quinta-feira (22) em Petrolina – PE, com uma proposta de integrar as cadeias produtivas do Nordeste e reduzir as desigualdades regionais. 

O encontro será aberto às 19h, no auditório do Senai com uma conferência da economista e socióloga Tânia Bacelar. Falando para um público formado por prefeitos esecretários de planejamento das 20 cidades polos do Semiárido brasileiro, além de parlamentares e representantes de universidades e centros de pesquisa, órgãos governamentais e atores sociais de todo o país, a economista Tânia Bacelar vai apresentar o tema O Novo Semiárido. O superintendente da Sudene João Paulo também confirmou presença na abertura dos trabalhos. 

De acordo com o prefeito de Petrolina e idealizador do G20 Semiárido Julio Lóssio, toda a programação do Fórum foi pensada e elaborada pelos representantes dos 20 municípios que possuem juntos um PIB de R$ 50 bilhões e uma população de 4,6 milhões de habitantes. "Mas o envolvimento foi tão produtivo que mais três outros municípios vieram para debater os desafios, políticas e diretrizes visando à construção de um desenvolvimento sustentável e a criação de um modelo de gestão com maior atenção dos governos federal e estaduais", adiantou Julio Lóssio.

Na sexta-feira (23), os trabalhos começam às 8h30, com uma mesa redonda apresentando o tema Logística e Infraestrutura. O secretário Nacional de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional Irani Braga debate o assunto com Érico Miranda, ex-secretário de Planejamento de Campina Grande – PB, e com Fábio Guedes, atual presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas – Fapeal. 

Ainda pela manhã, a mesa redonda com o tema Cadeias Produtivas e Dinâmicas Econômicas, vai reunir o superintendente do Escritório de Estudos Econômicos do Nordeste/ Banco do Nordeste – BNB Francisco José Bezerra, o coordenador de Estudos do Desenvolvimento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA e ex-secretário de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Aristides Monteiro Neto e João Ricardo Lima, pesquisador em economia aplicada da Embrapa – Semiárido e professor da Faculdade de Ciências Sociais Aplicada de Petrolina – Facape. 

Carta do Semiárido 

No período da tarde, as atenções se voltam para o JB Hotel, onde começa às 14h, uma reunião de cúpula com a participação dos prefeitos e secretários municipais das cidades: Arapiraca (AL); Feira de Santana, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso e Vitória da Conquista (BA); Caucaia, Crato, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Maranguape, Iguatu e Sobral (CE); Campina Grande e Patos (PB); Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Garanhuns e Petrolina (PE) e Mossoró (RN). ). Também vão fazer parte do Fórum os municípios de Tobias Barreto (SE), Picos (PI) e Janaúba (MG). 

Ao final do Fórum, será divulgada a Carta do Semiárido, um documento apresentando as potencialidades do grupo e o diagnóstico das cadeias produtivas com os respectivos indicativos das ações de curto, médio e longo prazo para cada segmento estudado. 

Ascom/Petrolina
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.