Prefeito de Sobradinho acompanha ações de segurança hídrica para minimizar impactos da crise


A Prefeitura de Sobradinho, em um trabalho conjunto das secretarias municipais, montou uma força tarefa com diversas ações para minimizar os impactos da crise hídrica no município. O trabalho envolve, principalmente a Secretaria de obras e Serviços Públicos, Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e Emsae- Empresa Municipal de Água e Esgoto. 

Nas intervenções realizadas, foi feita a reabertura de aproximadamente 500 metros de canais de irrigação na comunidade de Juacema, beneficiando cerca de dez famílias. Na comunidade de “Olho d Agua”, no povoado de São João, há 60 km da sede, a água voltou a jorrar com a limpeza da cacimba que abastece diversas famílias. Mais de 300 famílias das comunidades de São Gonçalo, Algodões Novos, Algodões Velhos e Correnteza, foram beneficiados com a abertura do canal de irrigação que estava obstruído.

A Prefeitura investiu na ampliação do sistema de abastecimento de água do Canal da Serra da Batateira, garantindo e aumentado a oferta de água para os moradores de Sobradinho, tanto para consumo humano, quanto para a agricultura. Esta ação evitou um colapso no abastecimento de água em toda cidade. 

Foram instalados 400 metros de tubulação para beneficiar aproximadamente 22 mil habitantes e mais de 1.500 hectares de culturas irrigadas. A gestão municipal tem estado presente nas comunidades realizando a oferta de água através de carros pipa, uma ação emergencial que, de janeiro a setembro, atendeu a 66 povoados, percorrendo um total de mais de 112 mil quilômetros. Cinco poços artesianos foram perfurados e instalados nas comunidades de Lagoa Grande, Santa Maria (02 poços), Esplanada e São Gonçalo da Serra. 

A Prefeitura construiu 50 Km de canais de aproximação e barreiros, contemplando as comunidades de Riacho do Tatauí( 224 produtores beneficiados), Juacema, Associações de Asa Branca, Juriti, Vale Verde, Corina e Zé Moreno, beneficiando 68 produtores; Canal do Gringo, Algodões Velho, MST e Associação Agropecuária, 80 produtores beneficiados e Associações Terra Produtiva, Nova Esperança, e Campo Verde, com 60 produtores atendidos. 

Para garantir a captação de água foi feita a limpeza em barreiros nos diversos povoados. Além disso, foram instalados 24 km de adutora, um benefício para cerca de 500 produtores e criadores, responsáveis por 52 mil cabeças de caprinos e ovinos, representando 80% do rebanho de Sobradinho. Cinco adutoras de água potável contemplaram, com água tratada, as comunidades: Aldeia Truká, Associação Terra Nossa e Associação Fonte de Vida (Credito Fundiário), comunidade de Correnteza, Associação Nova Descoberta, Juriti, Vale Verde e Asa branca. Mais vinte famílias foram atendidas no acesso a água com a reestruturação do Poço Artesiano de São Gonçalo da Serra. 

O Prefeito, implantou no município o Programa de Segurança Hídrica, lançado em um seminário que reuniu diversas entidades estaduais, federais e entidades representativas da agricultura, pecuária, pesca e de defesa do meio ambiente. O seminário envolveu os municípios ribeirinhos e, além de discutir soluções para minimizar os efeitos da estiagem na região, propôs algumas ações emergenciais e a longo prazo, que passaram a ser desenvolvidas. 

“Sobradinho colocou o plano em ação e montamos uma força-tarefa para enfrentar essa grave crise que assola o nosso município e toda região. Estamos construindo parcerias com o estado e buscando o governo federal para fortalecermos essas ações. Os municípios sozinhos não têm recursos para fazer frente a esta crise. Por isso temos, como Prefeito de Sobradinho e também como Presidente do Consórcio, batido, insistentemente na porta dos órgãos estaduais e federais na busca de soluções para minimizar os impactos da estiagem. Já fizemos muito em Sobradinho e ainda vamos fazer mais”, declarou. 

Ascom Sobradinho
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.