Governador da Bahia vai a Brasília pedir apoio para ações de convivência com a seca


Vamos apresentar um plano de ações emergenciais ao governo federal já na próxima semana. São ações que possam ser executados em, no máximo, seis meses e surtir efeito imediato para o abastecimento d’água da população”. A afirmação foi feita pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), em Brasília, na quinta-feira (19), durante encontro com a presidente Dilma Rousseff (PT), quando solicitou apoio para as ações de convivência com a seca.
O Plano da Bahia deve conter solicitação para extensão de rede de abastecimento, poços artesianos, sistemas de água, dessalinizadores, carros-pipa para zona rural, entre outras medidas. O governador explicou que todo o empenho será feito, nessa seleção de realizações, visando conquistar o maior volume possível de recursos federais para “resolver a chegada da água em muitas comunidades que estão precisando de abastecimento”.
De acordo com a Secretaria de Imprensa do governo da Bahia, ao sair do encontro Rui determinou à sua equipe a sistematização de ações de rápida execução, informando que o governo federal será parceiro nessas realizações, financiando as execuções. Os ministros da Casa Civil, Jaques Wagner, e da Integração Nacional, Gilberto Occhi, também participaram da reunião.
Os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí e Paraíba também tiveram representantes no encontro. O governo federal vai avaliar cada documento entregue pelos estados e definir o valor que será destinado a cada um. 
Informações/Agência Brasil
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.