Senador FBC posiciona-se contra mudanças no Estatuto do Desarmamento


O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) usou a Tribuna do Senado, nesta terça-feira (10), para se posicionar contra a revogação do Estatuto do Desarmamento, em vigor desde 2003. Mudanças propostas, em tramitação na Câmara dos Deputados, facilitariam o acesso a armas de fogo no Brasil. O novo documento passaria a ser chamado de Estatuto do Controle de Armas.
O Estatuto do Desarmamento é fruto de um amplo debate, que reuniu pesquisadores na segurança pública, gestores, familiares de vítimas, juristas, parlamentares, ativistas e muita gente interessada em diminuir a quantidade de vítimas letais. Foram travadas discussões sérias, observando estatísticas, exemplos das experiências de outros países, para que chegássemos a um documento progressista, que coloca a vida humana como principal preocupação“, acrescentou Fernando Bezerra.
Para o parlamentar, é um equívoco acreditar que o porte de armas garantirá mais segurança aos cidadãos. Ele alertou para os chamados “crimes de proximidade“, que ocorrem durante discussões entre vítimas e agressores. “Para quem carrega uma arma, um momento de descontrole – no calor das desavenças com um parente, um vizinho ou um acidente de trânsito – pode ter consequências bem mais drásticas que uma discussão passageira“, argumentou FBC.
O senador lembrou que, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, quase 120 mil armas ilegais foram apreendidas, no país, em 2014. E que cálculos do Sistema Único de Saúde (SUS) sobre crimes violentos, letais e intencionais mostram que mais de 160 mil vidas foram poupadas nestes doze anos de instituição do Estatuto do Desarmamento. 
Ascom
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.