Mulheres ganham 19% a menos que os homens na América Latina


Na América Latina, as mulheres ganham 19% a menos que os homens e só ocupam 27% das cadeiras nos Parlamentos nacionais, segundo revela o relatório Desenvolvimento Humano 2015 das Nações Unidas.

O estudo, apresentado nesta segunda-feira (14) em Adis-Abeba, aponta que em mais da metade das empresas de toda a região não há nenhuma mulher ocupando um cargo diretor, e as que ocupam ganham 53% a menos que seus colegas homens.

A América Latina e o Caribe contam com a maior proporção de trabalhadores domésticos, 37% do total mundial, em sua maioria mulheres.

Em escala mundial, as mulheres desempenham 3 de cada 4 horas de trabalho não remunerado, porcentagem que aumentará na região à medida que a população envelheça pelas diferenças existentes na cobertura de pensões.

No Brasil, a diferença salarial também é grande entre os gêneros. Enquanto as mulheres têm renda anual estimada em US$ 11.391, os homem chegam a ganhar US$ 19.083.

Não em vão, as mulheres da América Latina e do Caribe enfrentam o "triplo desafio" de trabalhar fora de casa, cuidar de seus próprios filhos e, cada vez mais, dos idosos, o que aumenta a carga de trabalho não remunerado, ressalta o relatório.

As empreendedoras também têm que superar mais dificuldades que os homens empresários nesta região do mundo, que no entanto apresenta a menor lacuna entre o índice de desenvolvimento humano (IDH, indicador que mede os ingressos, a longevidade e educação) de mulheres e homens (2,4% contra 7,6% a escala mundial).

Outro desafios da região é o de reduzir a diferença salarial entre as etnias indígenas e o resto da população, de 38% atualmente.
A expansão das tecnologias digitais no mercado de trabalho caribenho e latino-americano, a maior do mundo em desenvolvimento, serão fundamentais para criar oportunidades de emprego para todos os membros da sociedade.

Informações/G1
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.