Prefeitura de Sobradinho intensifica o combate ao Aedes aegypti


A Prefeitura de Sobradinho, através da Secretaria de Saúde, continua no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, trabalho realizado durante todo ano, e intensifica as ações nas residencias e logradouros públicos. Com o surgimento de doenças como a chikungunya e zika, também transmitidas pelo mosquito da dengue, que assustam a região nordeste, as equipes de endemias estão nas ruas, numa ação preventiva e de conscientização à população, que também deve participar do combate ao Aedes aegypti. 

A administração municipal de Sobradinho mantém, desde o início da gestão, durante todo o ano, quatro equipes de endemias, que fazem o trabalho de prevenção e combate não só ao Aedes Aegypti , mas também a doença de chagas, leishmaniose e esquistossomose. Por conta deste trabalho intenso e efetivo, o índice de infestação predial por Aedes Aegypti no município, se mantém em cerca de 0, 4 %, considerado ALTAMENTE CONTROLADO pelo Ministério da Saúde, que somente preconiza situação de alerta acima de 2%. 

Para intensificar o trabalho, neste momento em que o Aedes aegypti, representa uma ameaça para a região nordeste, o Prefeito Luiz Vicente Berti, incorporou mais seis colaboradores ao trabalho das equipes de endemias que atendem a sede e interior do município.

"A população pode ficar tranquila, pois nenhum caso de doença transmitida pelo mosquito, foi registrado no município. As nossas equipes são capacitadas e estão nas ruas realizando um trabalho sério e permanente para fazer frente a este problema que preocupa as autoridades sanitárias do país e assusta a população", declarou o o coordenador de endemias Sóstenes Pereira do Nascimento.

"O momento é de unirmos forças. O combate ao mosquito é dever do poder público e da comunidade. Estamos fazendo a nossa parte e, graças a um trabalho que foi realizado durante todo ano, Sobradinho está com um índice bem abaixo do que preconiza o Ministério da Saúde. As ações de prevenção e combate ao mosquito que são desenvolvidas na sede e no interior, nos coloca como município com situação ALTAMENTE CONTROLADA, pelo Ministério da Saúde, órgão superior competente", afirmou o Prefeito Luiz Vicente Berti. 

O mosquito aedes aegypti se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada limpa ou pouco poluída). Para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do aedes aegypti, é necessário não deixar água parada em recipientes, como baldes, pneus fora de uso, tonéis, etc; Não deixar água acumulada sobre lajes, calhas; Evitar que as vasilhas das plantas e dos animais acumulem água. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia; Caixas de água, poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água devem ser limpos constantemente e mantidos sempre fechados e bem vedados; Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo; Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada.

Ascom
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.