Constesf promove mesa de discussão para debater situação dos produtores da Borda do Lago de Sobradinho


Na próxima terça-feira (12), o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) reunirá, no auditório da Codevasf de Juazeiro, a partir das 9h, instituições de ensino, órgãos fiscalizadores, autoridades políticas, organizações públicas e agricultores para debater um problema que está afetando os produtores rurais da Borda do Lago de Sobradinho. 

Os agricultores foram advertidos, pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), a não plantarem na área de vazante do lago, ou seja, a área que fica exposta com a baixa vazão, com o uso de agroquímicos. Diante das notificações, as famílias, que dependem da agricultura, clamam por alternativas para que não deixem de plantar e, consequentemente, percam a sua fonte de renda.

O objetivo do evento é analisar, de forma emergencial, a situação crítica do Lago de Sobradinho e os municípios que sofrem com a crise hídrica, discutir e propor alternativas e soluções para eliminar os efeitos da degradação no Rio São Francisco, no entorno do Lago de Sobradinho, por uso de agrotóxicos. O debate busca, também, identificar possibilidades para as famílias dos agricultores no trato com o uso de agroquímicos

De acordo com o diretor de projetos do Constesf que está organizando o evento, Frank Chaves, as notificações realizadas pelo INEMA, que obedecem à Lei Ambiental, às famílias de agricultores que cultivam nas bordas do Lago de Sobradinho serviram para desencadear outros problemas enfrentados por estes agricultores ao longo do tempo. "Realizamos uma audiência pública, em dezembro 2015, que está proporcionando que esta discussão seja feita de forma abrangente envolvendo agricultores, órgãos e instituições e a Sociedade Civil. Entre as soluções propostas pelos agricultores está a instalação de canais de aproximação por parte do poder público, para viabilizar a captação de água com uma distancia de 10 a 15 quilômetros, de forma que beneficiasse todos os produtores. Este problema é de todos nós, é econômico, social e ambiental", salientou.

O Presidente do Constesf e Prefeito de Sobradinho, Luiz Vicente Berti, está apoiando as atividades e os agricultores, na busca de uma solução que não prejudique o meio ambiente e que garanta a sobrevivência dos trabalhadores. "Nós iremos novamente levar esse problema para que a representações sociais possam, juntas, chegar a uma solução que não traga danos ao meio ambiente e nem às famílias que dependem da sua agricultura. Realizamos uma audiência pública que desencadeou em uma comissão e agora estamos promovendo mais um evento. Esperamos contar com a presença de órgãos importantes como a Chesf e própria Codevasf, além de todo o público interessado", concluiu. 

Assessoria de Comunicação
Consórcio Sustentável Território do São Francisco - CONSTESF
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.