Preço da cesta básica dispara em dezembro e ano fecha com forte inflação em Petrolina e Juazeiro


Uma pesquisa da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) confirmou o que os consumidores vêm sentindo no bolso diariamente: as compras do supermercado ficaram mais caras em 2015. O ano passado registrou uma forte inflação de 16,33% em Juazeiro e 11,86% em Petrolina. A cesta continua mais cara no município pernambucano, apesar dos preços terem subido com mais força em Juazeiro.

Segundo o Índice da Cesta Básica (ICB), que é realizado mensalmente pelo Colegiado de Economia da Facape, só no mês de dezembro todos os produtos que compõem a cesta básica tiveram um aumento no preço. As duas cidades juntas registraram inflação de 4,18% no mês natalino. A carne bovina, o feijão carioca e o açúcar foram os alimentos que apresentaram a maior alta. 

O aumento do preço da carne foi provocado pela estiagem e o crescimento das exportações. A produção de feijão sofreu com as questões climáticas, que reduziram a qualidade e a produtividade, motivo que fez os preços subirem. Já a alta do açúcar foi motivada pelas exportações, além das usinas terem destinado grande parte da cana para fabricar etanol. 

De acordo com a pesquisa, o ano de 2015 não foi bom para a manutenção do poder aquisitivo dos consumidores, principalmente por muitos não terem conseguido repor as perdas salariais do ano anterior (2014). O professor da Facape e coordenador da pesquisa, Dr. João Ricardo Lima, garante que pesquisar, ficar atento aos preços e buscar as melhores ofertas ainda é a melhor saída para quem está com o orçamento apertado. O ICB completo está disponível na página eletrônica da faculdade (www.facape.br).  

Brenda Marques/Ascom Facape
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.