Passagens das novas rotas da Azul saem a partir de R$ 89,90 e Petrolina será incluída


Foi formalizada nesta terça-feira (16) a implantação do centro de conexões de voos da Azul Linhas Aéreas no Aeroporto Internacional do Recife. Com o investimento, a capital pernambucana vai ampliar sua atuação na cidade de 24 voos diários a 12 destinos para 32 voos a 24 destinos em todo o País. Com a assinatura do acordo, a empresa já começa a vender as passagens das rotas já aprovadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que variam de R$ 89,90 (para João Pessoa) a R$ 529,90 (Curitiba).

O primeiro dos novos voos começa a operar no próximo dia 22 com destino a João Pessoa às 13h33 de segunda a sábado e às 13h18 aos domingos. Quando todos os novos destinos estiverem em operação, a empresa será a única a conectar todas as capitais nordestinas em um momento delicado para a empresa e todo o setor aéreo. Nesta mesma terça-feira, a empresa enviou aos seus funcionários um comunicado informando a devolução de 20 aeronaves, redução da oferta de voos (nenhuma no Recife) e dando oportunidade para que eles tirem licença remunerada por até 24 meses.
“A expectativa é que esses voos que estão sendo implantados deem resultado para a empresa. A gente vê aqui uma cidade e um Estado que têm uma dinâmica industrial e de serviço muito boa. Estamos fazendo uma aposta em um momento de crise, que mostra confiança no crescimento do Estado”, afirmou o presidente da Azul, Antonoaldo Neves, durante a cerimônia de assinatura do acordo, realizado no Palácio do Campo das Princesas.

O evento contou com a presença do governador, Paulo Câmara, o Prefeito do Recife, Geraldo Julio, além de representantes de instituições ligadas ao setor aéreo e de turismo. Segundo um levantamento do Governo do Estado, o fluxo diário de passageiros da companhia vai passar de 4.428 para 6.496. “Alguns chamam de centro de conexões, outros de hub. Eu chamaria de desenvolvimento do setor aéreo do Estado”, disse o secretário de Turismo do Estado, Felipe Carreras. Durante a cerimônia, o presidente da Azul deixou claro que o termo “hub” só poderá ser aplicado a longo prazo, quando houverem novos investimentos.

A contrapartida dada pelo governo estadual para atrair os novos voos da empresa foi a alíquota reduzida do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços (ICMS) sobre o querosene de aviação, implementada desde maio do ano passado. “No momento, os acordos de ICMS reduzido nos ajudam, diminuem nosso prejuízo. Temos acordos desse tipo em mais de 10 estados que atuamos”, afirmou Antonoaldo Neves.

As cidades com tarifas já aprovadas pela Anac são: João Pessoa, Juazeiro do Norte, Campina Grande, Fortaleza, Ilhéus, Belo Horizonte (Confins), Brasília, São Paulo (Campinas) e Curitiba. A empresa ainda espera aprovação dos voos para Natal, São Paulo (Guarulhos), São Paulo (Congonhas), Belém, Brasília, Porto Seguro, Petrolina, Goiânia e Presidente Prudente.

Após a estreia do voo para João Pessoa, a previsão da Azul é que partir de 15 de março sejam iniciadas as operações diárias com destino a Brasília, Belém e Juazeiro do Norte. Os demais destinos com frequências diária e semanal começarão a operar de forma progressiva até o dia 2 de abril. 

Informações/JC.
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.