Prefeitura de Sobradinho no enfrentamento ao Aedes Aegypti


A Prefeitura de Sobradinho, através da Secretaria de Saúde, continua intensificando as ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, que graças a um trabalho de combate permanente, está controlado no município.

Com o surgimento de doenças como a chikungunya e a zika, também transmitidas pelo mosquito da dengue, as ações foram intensificadas nas residencias e logradouros públicos.

As quatro equipes de endemias, que também atuam na prevenção e combate a doença de chagas, leishmaniose e esquistossomose, estão focadas nas ações preventivas e de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti.

A administração municipal de Sobradinho mantém, desde o início da gestão, durante todo o ano, as quatro equipes de endemias completas e por isso o índice de infestação predial por Aedes Aegypti no município, se mantém em cerca de 0, 4 %, considerado ALTAMENTE CONTROLADO pelo Ministério da Saúde, que somente preconiza situação de alerta acima de 2%. 

Segundo a Secretaria de Saúde, as quadras S 19 e S 21, são consideradas áreas críticas, por apresentar casos suspeitos de dengue. Os agentes fizeram um bloqueio nas duas quadras, visitando cem por cento das residências para combater possíveis criadouros do mosquito. Em médias são visitadas trezentas residências por dia na sede e interior .

" A população pode ficar tranquila, pois até agora nenhum caso de doença transmitida pelo mosquito, foi confirmado no município. Os casos suspeitos foram notificados e encaminhados para exame laboratorial. Estamos aguardando o resultado. Os agentes de endemias são capacitados e estão nas ruas realizando um trabalho permanente e eficaz", declarou o o coordenador de endemias Sóstenes Pereira do Nascimento.

" Todos temos o dever de combater o mosquito, para garantirmos que nossa cidade fique livre destas doenças que vem assustando à população brasileira. A prefeitura vem fazendo a sua parte e, graças a um trabalho que foi realizado durante todo ano, Sobradinho é um município em que a situação é considerada altamente controlada pelo Ministério da Saúde", afirmou o Prefeito Luiz Vicente Berti.

O mosquito aedes aegypti se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada limpa ou pouco poluída). 
Para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do aedes aegypti, é necessário não deixar água parada em recipientes, como baldes, pneus fora de uso, tonéis, etc; Não deixar água acumulada sobre lajes, calhas; Evitar que as vasilhas das plantas e dos animais acumulem água. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia; Caixas de água, poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água devem ser limpos constantemente e mantidos sempre fechados e bem vedados; Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo; Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada.
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.