Valmir destaca participação da militância na eleição do PT: “Partido está muito forte na Bahia”


A secretaria de organização do PT divulgou resultado oficial das eleições internas do partido que contou com expressiva participação da militância. Para o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), membro da tendência Esquerda Popular Socialista (EPS) e do movimento nacional ‘Optei’, o processo mostrou que, mesmo sob ataque diário da mídia e de setores conservadores do judiciário, o partido está forte. Ele cita os números do Processo de Eleição Direta (PED) como referência para sustentar a tese de que “o PT ainda tem muito para oferecer aos trabalhadores brasileiros”.

“Esse processo fortaleceu muito o PT. Mobilizou mais de 20,9 mil filiados e filiadas, em 280 cidades da Bahia. Eu queria saudar o partido por isso, sobretudo a militância da chapa ‘Optei’, que apresentou a companheira Fernanda Silva [ex-prefeita de Uruçuca] como candidata a presidenta e conseguiu encantar e renovar esse partido por onde passou, levando o debate da centralidade de incluir os jovens, as mulheres, os negros, indígenas, LGBTs, quilombolas no núcleo dirigente do partido, e expondo o projeto de sociedade que o PT aplica em seus governos”.

De acordo com Valmir, a chapa ‘Optei’ teve uma votação histórica na esfera estadual, que reflete na nacional. Foram 5.608 mil votos, elegendo 84 delegados e delegadas que vão para o Congresso do PT em maio escolher o presidente e a direção estadual, além de delegado para a etapa nacional que ocorrerá em junho. “Isso representa exatos 27% do partido em toda a Bahia”, salienta Assunção. O movimento ‘Optei’, além da EPS, é formado pelo campo nacional Novo Rumo e aglutinou lideranças baianas como o deputado federal Luiz Caetano, a estadual Luiza Maia, o suplente Mário Jacó, sem falar na militância do MST na Bahia, juventude, mulheres e ativistas negros, artistas, intelectuais e outros petistas.

Para Assunção, agora é importante acompanhar o segundo turno da eleição para presidência municipal do PT em Salvador, entre a jovem Danielle Ferreira (Dani) e o ex-vereador Gilmar Santiago, marcado para o dia 30 de abril. “A renovação passa pela juventude. Precisamos de uma jovem negra no PT de Salvador. É necessário a mudança de paradigmas e Danielle representa a renovação e a esperança de que o partido não se afaste dos movimentos. Temos um ano duro em 2018 e vamos lutar para eleger Dani no segundo turno e fazer uma frente em Salvador, para que Rui Costa garanta a reeleição para governador e o ex-presidente Lula seja novamente eleito para a Presidência da República”, completa.

Ascom do deputado Valmir Assunção
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.