Dirigentes do Sinergia de Sobradinho representam o município em Audiência na ALBA


Os componentes do Sinergia - Sindicato de Energia  de Sobradinho, Jose Bernardo ou Duda (diretor), Eliseu Cabeceira (delegado), Thiago Pacheco (delegado) e Enock ou Pipoca (delegado), representaram a cidade de Sobradionho/BA na Audiência Pública realizada ontem (17), na Assembleia Legislativa da Bahia - ALBA, que tratou dos impactos da provável privatização da ELETROBRÁS/CHESF e da situação Rio São Francisco.

Por iniciativa do Sinergia e com apoio dos deputados Zó (PCdoB), Paulo Rangel (PT) e Maria del Carmen (PT),  a Assembleia Legislativa debateu os temas, antes, os chesfianos fizeram uma caminhada pacífica debaixo de chuva, da sede da Chesf, localizada na entrada do bairro de Pau da Lima, até a ALBA. 
A audiência contou com a participação de muitos deputados estaduais e federais da Bahia, além de representantes dos povos indígenas, vereadores, comunidades ribeirinhas atingidos por barragens, pequenos agricultores, comerciantes, MST, e um grande número de chesfianos, além de outros representantes da sociedade civil organizada, contrários à privatização.
Dirigentes sindicais de todo nordeste, além do deputado estadual Lucas Ramos, presidente da Frente Parlamentar em defesa da Chesf, e o ex-federal Fernando Ferro, ambos de Pernambuco, também participaram dos debates, visando acima de tudo “fortalecer a frente parlamentar do Nordeste contra a privatização da Chesf”.
Um dos objetivos do Sinergia ao pleitear ta audiência pública foi sensibilizar o maior número de parlamentares baianos no sentido de mostrar o quanto a Chesf impulsiona o desenvolvimento econômico do Nordeste. A empresa é geradora de emprego e renda, além de ser fundamental na preservação do Rio São Francisco, que ao longo da sua história é motivo de preocupação pelo uso múltiplo de suas águas.
MÉRITO – Durante os debates, foi negado que a Chesf seria um ‘cabide de empregos’, possuindo, em seu quadro de servidores, técnicos capacitados e também concursados. Além disso, foi mostrado pela chesfiana Lais Falcão que a empresa deu lucro em 2016 e está também dando lucros em 2017.
O deputado Paulo Rangel (PT) foi taxativo no início do seu pronunciamento quando disse “não à privatização” e acrescentou. “Sou eletricitário desde o útero da minha mãe, quanto ela chegou em Paulo Afonso e anos depois, por volta de 1959, passou a ser funcionária da Chesf. Pude acompanhar toda a fase de estruturação da Chesf. Eu quero aqui fazer uma avaliação do futuro em relação ao que isso pode representar. Paulo Afonso, na década de 70, recebia mais turistas para visitação às cachoeiras do que hoje. A privatização da Chesf faz parte de uma política entreguista”, disse.
APOIO –  O deputado pernambucano Lucas Ramos não escondeu seu entusiasmo pelo apoio da Assembleia Legislativa da Bahia  a esta causa, “principalmente quando dá as mãos à Casa Legislativa de Pernambuco, numa autêntica frente parlamentar para evitar a privatização da Chesf e do Rio São Francisco. Pediu apoio na representação que Pernambuco fará ao Ministério Público e à Justiça contra o desejo do Governo Federal de privatizar a Chesf, “já com empresários chineses sonhando com essa possibilidade”, disse.
Entre os parlamentares baianos também estavam presentes os estaduais Joseildo Ramos, Zé Neto, Bira Corôa e Rosemberg Pinto, do PT; Eduardo Salles (PP), Luciano Simões Filho (PMDB), Roberto Carlos (PDT), Luciano Ribeiro (DEM), além dos federais Nelson Pelegrino e Luiz Caetano, ambos petistas.
Para a direção do Sinergia, esta é mais uma importante atividade na luta contra a privatização da Chesf. A ideia de formar uma frente parlamentar na Bahia fortalece as ações neste sentido em todo estado. “Estamos atuando em todas as frentes de luta. Vamos continuar unindo os setores em defesa da Chesf”, frisou o coordenador geral do Sinergia Paulo de Tarso.
Fotos: George Silva
Texto: Sinergia e George Silva













































Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.