Rodada de negócios aproxima empresários do Vale do São Francisco de exportações


Empresários do Vale do São Francisco que exportam ou pretendem iniciar as atividades na exportação tiveram, nesta quinta-feira (19), a oportunidade de estar em contato com comerciais exportadores/trading –empresas que se dedicam a intermediar as relações entre exportadores e compradores-, apresentar seus produtos, fazer network e conquistar mais conhecimento sobre a expansão de seus negócios, durante uma rodada de negócios promovida na Facape.

O evento faz parte do projeto Primeira Ação de Exportação, idealizado pela APEX-Brasil e executada em Petrolina pelo PEIEX. A atividade possibilita que os empresários, que fazem parte da PEIEX, tenham o contato inicial com transações internacionais. Durante as rodadas, os empresários apresentaram seus produtos para cinco empresas, que avaliaram se o produto já tem características de exportação e aspectos como comunicação visual, embalagem, tempo útil do produto, preço e escala de produção. Esta foi a primeira edição do evento e contou ainda com as parceria da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco – AD Diper, Senai, Sebrae e BNDES.

Marcelo Batista, representante da Vere Trading, uma das comerciais exportadores presentes na rodada, garante que saiu da ação interessado em vários produtos apresentados e destacou o potencial do Vale, não só no Agronegócio. Além das frutas produzidas na região, foram apresentados cosméticos, doces e outros produtos. Mais quatro empresas, de diferentes regiões do país, participaram da ação: Hat Internacional S/A, Edial, Arcomex e Harmony. Se para os avaliadores as negociações foram positivas, para os empresários também. Alberico Carolino, produtor de manga, ficou otimista com a ação. “Este é um diferencial para Petrolina, trazer pessoas de fora para conhecerem nossos produtos, não só no agronegócio. Petrolina precisa disso, estar em ascensão”, comenta.

O Programa de Qualificação para Exportação é responsável pelo diagnóstico das empresas que têm produtos exportáveis e competitivos internacionalmente. Em Petrolina 55 empresas participam do programa. Para um dos membros do PEIEX e professor da Facape, Raimundo Lima, a primeira edição da rodada de negócio atingiu seu objetivo. “Sabemos que este é um ponta pé inicial para as transações de exportação, mas sentimos interesse dos trading em diversos produtos. Isto mostra o potencial das empresas que temos aqui no Vale e que com capacitação e investimento podem conquistar o mercado internacional”, destaca Lima.


Texto e fotos: Thirza Santos
Compartilhar no Google Plus

Postado por André Luiz

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.