Com surto de gripe, morte repentina de anjinho e alarme da SESAB população de Sobradinho fica temerosa


Devido as tristes coincidências ocorridas em SobradinhoBA com surto de gripe, morte repentina de anjinho que ainda foi esclarecido, e o alto indice de mortes por H1N1, registrados na Bahia, 12, além do alarme epidemiologico pela SESAB em março de 2018, link abaixo, a população está preocupada com os rumos da saúde no município, principalmente por conta da falta de um hospital equipado para atender adequadamente e a precaridade no atendimento no PAM, este que faz os primeiros atendimentos básicos.


Para o controle e combate do vírus da gripe, foi iniciada na segunda-feira (23), a campanha de vacinação também aqui em Sobradinho/BA. 


  

Bahia registra 61 casos de H1N1 com 12 mortes em 2018

Em quatro meses, a Bahia registrou 72 casos confirmados para Influenza, sendo 61 deles por H1N1, com 12 mortes. O balanço, que inclui os dados contabilizados até o dia 21 deste mês, foi divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) na manhã desta quarta-feira, 25.
De acordo com o órgão, houve também o registro de 416 notificações para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A comparação do balanço de 2017 e 2018 demonstra o crescimento no número de casos esse ano.
No mesmo período de 2017, foram contabilizados 161 casos de SRAG. Destes, 15 foram confirmados como Influenza, sendo que dois foram pelo vírus H1N1. Não foi registrada morte por conta do H1N1 em 2017.
Mortes
Dos casos de H1N1 desde ano, oito foram em Salvador e os demais nos municípios de Saúde, Serrinha, Camaçari e Lauro de Freitas, sendo que teve uma ocorrência em cada cidade.
Conforme o órgão de saúde, das 12 mortes por H1N1, cinco foram entre vítimas acima de 60 anos, três menores de 2 anos, uma de 2 a 4 anos, duas entre 20 e 29 anos e uma de 40 a 49 anos.
Vacinação
A campanha de vacinação contra a Influenza na capital baiana começou na última segunda, 23. O público-alvo são crianças de seis meses até 5 anos, além de grávidas e mulheres que deram à luz no período de até 45 dias.
Idosos a partir de 60 anos, doentes crônicos, detentos e professores e profissionais de saúde também podem tomar.
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.