Sobradinho: Empresário questiona valores de produtos adquiridos pela prefeitura para merenda escolar


Em Sobradinho, no norte da Bahia, os alimentos destinados à merenda escolar adquiridos pela prefeitura através de processo licitatório, estão sendo alvo de questionamentos. Quem levanta a polêmica é o empresário Fábio Barroso. Após ter acesso a dados no Diário Oficial referentes ao assunto, Barroso achou no mínimo estranho os valores apresentados pela administração, e decidiu fazer uma pequena pesquisa.
Ele comprou, em supermercados da região, alguns dos produtos comprados pela prefeitura para a merenda escolar, e se surpreendeu com o que viu: os preços dos mesmos produtos que ele comprou são bem menores do que aqueles adquiridos pela prefeitura.
Para se ter uma ideia, enquanto o empresário gastou R$ 1,89 numa lata de milho verde da marca Quero, a Prefeitura de Sobradinho pagou R$ 3,10 pelo mesmo produto. Já o coxão mole custou R$ 17,99 o quilo. Mas a prefeitura desembolsou, pela mesma quantidade de carne (marca Friboi), R$ 29,00. O feijão carioquinha (Imperial) custa nos supermercados R$ 2,89. A administração desembolsou quase quatro vezes mais: R$ 8,00. A diferença também é significativa em outros gêneros alimentícios, como leite em pó e frango.
A reportagem do Blog CarlosBritto, fonte dessa matéria, tentou contato com a assessoria de comunicação da prefeitura, mas não foi possível por contato telefônico. O espaço ficou reservado a algum representante, caso deseje esclarecer o assunto.


Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.