Pastoral da Criança: Cuidados de higiene previnem muitas doenças


Algumas atitudes simples, relacionadas à higiene pessoal e do ambiente, são primordiais para a saúde das pessoas, em qualquer faixa etária. Confira abaixo uma lista de doenças que estão sendo prevenidas a cada vez que você, mesmo sem pensar muito, realiza uma dessas ações de cuidado.

Diarreia 

doença muito comum, caracterizada por fezes líquidas de forma frequente e sem controle.
  • Lave as mãos com frequência, principalmente após ir ao banheiro e antes de comer;
  • Ensine as crianças a não levar objetos à boca;
  • Beba somente água filtrada ou fervida;
  • Evite vegetais não cozidos ou frutas com casca;
  • Evite frutos do mar crus ou carne mal passada;
  • Lave bem as frutas antes de comer;
  • Guarde alimentos bem tampados;
  • Observe a data de validade dos alimentos.

Hepatite A 

doença infecciosa aguda causada pelo vírus VHA, que é transmitido por via oral-fecal, de uma pessoa infectada para outra saudável, ou através de alimentos (especialmente os frutos do mar, recheios cremosos de doces e alguns vegetais) e água contaminada.
  • Tomar a vacina contra a hepatite A;
  • Lavar bem as mãos antes de comer e depois de usar o banheiro;
  • Evitar os alimentos crus e lavar bem antes de preparar;
  • Preferir alimentos cozidos ou grelhados, porque assim os vírus são eliminados;
  • Beber somente água filtrada ou fervida.

Verminoses

doenças causadas por vermes que parasitam o corpo humano e que provocam algum problema no funcionamento do organismo.
  • Beber somente água filtrada ou fervida;
  • Lavar bem utensílios da cozinha e os alimentos antes de consumi-los;
  • Lavar as mãos antes das refeições e após usar o banheiro;
  • Fritar, assar ou cozinhar muito bem as carnes de animais antes de comê-las;
  • Não andar descalço em locais sujos ou com possível foco de contaminação, como, por exemplo, próximos a esgotos que correm ao ar livre.

Dengue

transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti infectado.
  • Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água;
  • Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada;
  • Não jogue lixo em terrenos baldios;
  • Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo;
  • Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje;
  • Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda;
  • Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva;
  • Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água;
  • Lave com frequência, com água e sabão, os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana;
  • Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com frequência.

Leptospirose

doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira, presente na urina de ratos e outros animais, transmitida ao homem principalmente nas enchentes. Bovinos, suínos e cães também podem adoecer e transmitir a leptospirose ao homem.
  • Para o controle da leptospirose, são necessárias medidas ligadas ao meio ambiente, tais como obras de saneamento básico, melhorias nas habitações humanas e combate aos ratos;
  • Deve-se evitar o contato com água ou lama de enchentes, e impedir que crianças nadem ou brinquem nessas águas ou outros ambientes que possam estar contaminados pela urina dos ratos;
  • Dentre as medidas de combate aos ratos, deve-se destacar o destino adequado do lixo e o armazenamento apropriado de alimentos;
  • A desinfecção de caixas d'água e sua completa vedação são medidas preventivas.

Cólera

infecção do intestino causada pela bactéria Vibrio Cholerae. A bactéria faz com que as células que revestem o intestino produzam uma grande quantidade de fluidos, que causam a diarreia e o vômito.
  • Saneamento básico e higiene são fundamentais para evitar a doença;
  • Procurar adotar medidas que melhorem as condições de higiene dentro de casa e também no ambiente de trabalho;
  • Lavar as mãos após utilizar o banheiro;
  • Lavar as frutas e verduras em água corrente;
  • Tomar somente água filtrada ou fervida;
  • Evitar contato direto com água de enchentes e alagamentos.
Algumas doenças respiratórias

Asma

doença comum das vias aéreas ou brônquios (tubos que levam o ar para dentro dos pulmões), causada por inflamação das vias aéreas.

Bronquite

inflamação das principais passagens de ar para os pulmões.

Pneumonia

infecção que se instala nos pulmões, podendo acometer a região dos alvéolos pulmonares. Provocada por bactérias, vírus, fungos e reações alérgicas.

Sinusite

inflamação dos seios paranasais, também conhecidos como seios da face. Pode ser resultado de infecções virais, bacterianas, fúngicas, alergias ou alterações do sistema imune.

Rinite (ou congestão nasal)

doença infecciosa das vias respiratórias superiores, principalmente na mucosa nasal.

Tuberculose

doença infectocontagiosa causada por uma bactéria que afeta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).
  • Não fumar, não ficar perto de quem está fumando e evitar permanecer em locais fechados com fumaça de cigarro;
  • Tomar a vacina contra gripe todos os anos, antes do inverno chegar;
  • Manter a casa livre de ácaros, tendo o cuidado de limpar tudo, retirando toda a poeira do chão, dos móveis e objetos, lavar regularmente tapetes e cortinas e trocar toda a roupa de cama uma vez por semana;
  • Manter a umidade do ar, porque isso facilita a respiração;
  • Evitar locais fechados e com grande circulação de pessoas;
  • Deixar o ambiente o mais ventilado e arejado possível;
  • Ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz, preferencialmente com lenço de papel descartável;
  • Lavar as mãos várias vezes por dia, com água e sabonete, especialmente se estiver ou passar por locais públicos;
  • Alimentar-se bem, com muitas frutas e verduras e ingestão de líquidos;
  • Para mães com bebê: manter a amamentação com leite materno nos primeiros meses de vida, como alimentação exclusiva;
  • Quando gripado, evitar contato desnecessário com crianças e recém-nascidos;
  • Se apresentar febre acompanhada de sintomas como tosse e dor de garganta, procurar um serviço de saúde.



Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.