Estudantes de escola estadual de SobradinhoBA são destaques com protótipo de barco movido a energia solar


Os estudantes Lucas da Rocha e Cícero Leandro, do Colégio Estadual Maria José de Lima Silveira, no município de Sobradinho, localizado no Sertão do São Francisco (a 552 km de Salvador), desenvolveram um protótipo de barco movido a energia solar. Denominado de “Barco Sustentável – Análise da Conservação”, o projeto tem o objetivo de analisar a qualidade da água do rio São Francisco, além promover a educação ambiental às comunidades ribeirinhas. O protótipo tem um metro de comprimento, estrutura de alumínio, placas de energia solar, bateria e controle remoto para direcionamento da embarcação.
 
A orientadora do projeto, professora Cida Nunes, explicou que a elaboração do protótipo contou com a parceria e o interesse da comunidade local. “Nós contamos com a ajuda de pais e parceiros da comunidade que puderam nos orientar nesta construção. Criamos o protótipo como um projeto de apresentação da estrutura que acreditamos que poderia ser desenvolvida em uma escala maior para navegação no rio. A ideia é promover um projeto sustentável que possa servir de aprendizado para os alunos, mas também possa ser utilizado como algo que traga benefícios para a região. Fizemos testes em piscinas e a embarcação funciona muito bem. Agora, o nosso objetivo é buscar parcerias para colocá-lo em prática de fato no rio”, explicou.
 
O estudante do 9º ano do Ensino Fundamental, Lucas Rocha, 16 anos, conta que seu interesse foi ajudar a desenvolver um projeto que pudesse contribuir para beneficiar a sua região. “Recentemente tivemos muitos problemas de abastecimento e poluição nas águas do Rio São Francisco, então vi a oportunidade de participar de uma iniciativa que pudesse se tornar algo maior e pudesse melhorar esta situação. Apesar de ter o interesse em me formar em medicina, esta oportunidade de trabalhar neste protótipo me trouxe um novo aprendizado e, com certeza, vou levar essa atividade como um hobby”, afirma.
 
Já o seu colega Cícero Leandro, 15, disse que o protótipo foi uma chance de trabalhar em algo que adora e que pretende se profissionalizar. “Meu futuro está na engenharia e na eletricidade, por isso fiquei motivado em entrar neste projeto que traz muito conhecimento para a área. A oportunidade que a escola nos dá de desenvolver projetos práticos é um diferencial tremendo, além de todo o apoio dos professores envolvidos. Ainda tivemos a participação de pais e pessoas da comunidade que ajudam e acompanham o que fazemos na escola, o que é muito gratificante”, ressalta.


Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.