Chapinha com PSC, PTB, PPL e SD coloca candidatura de Tum em evidência


Uma mudança de rumos pegou de surpresa candidatos e articuladores da política baiana na manhã dessa segunda-feira, dia 6. O Partido Social Cristão (PSC) se retirou do chapão do qual fazia parte ao lado de outros partidos que encabeçam a candidatura de Zé Ronaldo (DEM) a governador. O revés gerou o que chamam agora de chapinha na corrida pelo legislativo estadual, composta também pelo PTB, PPL e Solidariedade.
Inicialmente, haveria um chapão na coligação proporcional. Essa era a perspectiva de Zé Ronaldo ao fim da convenção que oficializou seu nome na disputa pelo comando do Estado, na última sexta-feira, dia 3. No entanto, o racha deve gerar outras duas chapinhas, sendo a segunda com o DEM, PSDB e PRB e a terceira com PHS, PSL e PPS
O movimento, afirmam articuladores dos partidos, visa assegurar a eleição de, pelo menos, sete deputados estaduais da chapinha encabeçada pelo PSC. Os cálculos internos apontam que, entre os candidatos que devem alcançar a vaga no grupo, está Walisson Torres, o Tum, que vem ganhando bastante densidade eleitoral, sobretudo no norte, sua terra natal, e no sul, onde monta forte palanque em cidades como Ilhéus, Itabuna e Itamaraju.


  
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.