Evento de segurança na Bahia será referência para Jogos Olímpicos do Japão


Palestras, simulados e trocas de experiências sobre segurança fazem parte da terceira edição do Congresso Internacional de Desastres em Massa (Cidem), que começa nesta quinta-feira (23), em Feira de Santana, e segue até sábado (25). O congresso tratará de temas envolvendo o atendimento e a identificação de vítimas de desastres com produtos perigosos (QBRN - Químicos, biológicos e radioativos nucleares).

Participam do evento agentes das forças militares da Bahia, de outros estados da Brasil e 15 agentes da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), além uma equipe de estudiosos japoneses, que estará em contato com a expertise dos profissionais baianos em eventos de grande porte para implantá-la nos Jogos Olímpicos de 2020, realizados em Tóquio.

A principal atração do Congresso é um simulado realizado no sábado (25), com temas como emergências ambientais, explosões com produtos inflamáveis, incêndios e uma ação no Hospital Clériston Andrade, simulando o transporte de vítimas com helicóptero e ambulâncias. 

“Preparamos esse que será, sem dúvidas, o maior simulado da história em todo o mundo, formado por sete cenários extremamente realísticos. As vítimas estarão maquiadas, e o cenário será muito intenso, para gerar uma resposta muito próxima da necessária numa ação real. Não é um teatro. É um treinamento assistido por profissionais especializados, no qual todos se esforçam para dar o melhor”, explica o coordenador-geral do congresso, Jeidson Marques.

Jeidson acredita que “a atividade simulada ajuda a melhorar o tempo de reação e aumenta as capacidades das forças militares participantes. Temos um cenário em que um caminhão transportando produtos químicos perigosos vai sofrer um acidente provocado por um terrorista. Esse acidente irá gerar um vazamento com diversas vítimas, exigindo uma resposta de atuação das forças de segurança”.

Etapas

A terceira edição do congresso acontece em duas etapas. A primeira, teórica, ocorre na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e na Faculdade Unef. A segunda contempla o simulado de acidente em massa e treinamento das agências e instituições envolvidas, no espaço da Fazenda do Menor.

Além dos japoneses e dos agentes da Interpol, estão confirmadas as presenças de especialistas da Argentina, Peru, Portugal, México, Estados Unidos, Costa Rica, Paraguai e Chile. Profissionais da saúde, peritos nacionais e internacionais, psicólogos forenses, forças armadas e auxiliares, agentes do Departamento de Polícia Técnica da Bahia, bombeiros militares e a Polícia Militar também participam. Ao todo, mais de 30 agências estarão envolvidas.

Histórico

Iniciativa do Programa de Extensão Laboratório de Comunidade (Prolac), do Departamento de Saúde da Uefs, o Cidem teve início em 2014, com o curso preparatório para Atendimento e Identificação de vítimas de Desastres. O projeto promove a integração de forças militares e civis que agem em grandes acidentes, bem como a qualificação profissional e da população.

A partir da troca de experiências em âmbito local, nacional e internacional, o congresso aproxima a realidade acadêmica da realidade diária de profissionais que estudam, treinam e atuam em situações de desastres.



Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.