Prefeito de Uauá Lindomar Dantas (PCdoB) em nota desmente o deputado do DEM Jose C. Aleluia


Foto: Prefeito de Uauá - Lindomar Dantas

Com nota enviada, em rápida resposta e desmentindo o deputado do DEM, Jose Carlos Aleluia, por parte do prefeito da cidade de Uauá, Lindomar Dantas (PCdoB), devido publicação nos meios de comunicação da região, compartilhada por esse blog SN, sobre pedido de investigação ao Ministério Público de Uauá em suposta participação de Lindomar na compra de prêmio do Instituto Tiradentes, publicamos.

Desmentindo o deputado golpista

Em face da publicação difundida irresponsavelmente pelos apoiadores do golpe nos meios de comunicação da região, noticiando com ares de espetáculo fato mentiroso envolvendo o Prefeito Municipal de Uauá, importa esclarecer: 

Nesta terça-feira (14) fomos surpreendidos com a notícia em que o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM), apoiador do golpe de estado e do governo ilegítimo de Michel Temer, informa ter solicitado junto ao Ministério Público de Uauá que fosse procedida investigação em face do Prefeito Municipal, sob a alegação de sua suposta participação nos fatos envolvendo administradores baianos que mantiveram relação com o Instituto de pesquisa Tiradentes.

A notícia que não passa de mero factóide político é extremamente frágil e revela a má-fé dos opositores políticos do Prefeito Municipal: 

a. o deputado, ressalta-se, sem qualquer prestígio em Uauá, sequer possui prerrogativa para deflagrar denúncia no âmbito ministerial, pois que essa é atribuição do Ministério Público; 

b. não se tem ciência do registro de protocolo de nenhum ofício subscrito pelo deputado no Ministério Público da Comarca de Uauá; 

c. a minuta do ofício de solicitação acostada no sítio eletrônico do parlamentar é despida de qualquer numeração que a identifique; 

d. ainda na hipótese de que o Ministério Público tenha sido oficiado, o pedido subscrito pelo deputado não possui qualquer fundamento probatório.

Importante dizer que o Tribunal de Contas dos Munícipios (TCM-BA) já divulgou uma lista com os nomes dos 27 municípios que são investigados por terem supostamente destinado dinheiro para a participação do seminário promovido pelo Instituto Tiradentes, que inclusive contou com o protagonismo de correligionários do partido do deputado, a exemplo do vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, que ocupou cadeira como palestrante no evento. Em nenhum momento o gestor de Uauá-BA é citado pelo TCM, mormente porque jamais solicitou, pagou ou participou do seminário em apreço.

O município apenas recebeu pelos correios o resultado da pesquisa e o convite para o evento. Como o Instituo já tinha um histórico de seminários realizados, CNPJ e todos os requisitos analisados demostravam legalidade, a assessoria apenas divulgou o conteúdo recebido.

Em que se pese a circunstancialidade dos fatos, no auge dos seus mais insensatos arroubos e na sanha pelo espetáculo, em de se considerar a iminência do processo eleitoral e o descrédito manifesto dos seus aliados em Uauá, o deputado Aleluia numa atitude desesperada e irresponsável, na tentativa de macular o Gestor Municipal e fazer resvalar uma imagem negativa da Administração Municipal na região, se arroga da tarefa covarde de disseminar mentiras e conjecturas inoportunas. 

Nossa assessoria jurídica já está avaliando o caso e vai tomar as medidas cabíveis para que essa farsa arquitetada pelo time do golpe seja desmascarada em Uauá.

Ascom/PMU
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.