Áudio revela intimidação de mulher com trabalhadores terceirizados da NTE 10 em Juazeiro


Um áudio circula nas redes sociais como denúncia a um processo que pode se transformar em crime eleitoral para o candidato à reeleição para deputado estadual Paulo Rangel (PT). Isso porque na fala de uma mulher, que seria cabo eleitoral do petista, fica explícito a intimidação e ameaças contra os trabalhadores terceirizados do Núcleo Territorial de Educação de Juazeiro da Bahia (NTE 10), no norte da Bahia. Na gravação, a mulher usa a informação sobre os contratos dos trabalhadores que foram renovados por 12 meses e, no final de 2019, será para mais três meses – e depois disso será por mais dois anos, para pedir apoio político. Ela pede aos terceirizados que fossem para uma atividade eleitoral do candidato petista.
“A forma [de contratação para os próximos dois anos] a gente ainda não sabe como será. Mas, assim, já está lá no sistema que a partir de primeiro de outubro os contratos de vocês já estão renovados. Aproveito também para dizer que é preciso que vocês nos apoiem. Vocês estão nos contratos, e a gente não sabe como as coisas acontecem, então, precisamos continuar como nosso apoio, precisamos que vocês apoiem o nosso candidato Paulo Rangel. As funções do NTE 10 são dele hoje, então a gente precisa que esse apoio continue firme e forte. Precisamos mesmo garimpar votos, precisamos ter o maior número possível de votos. Mostrar que a gente realmente tem a força. Mesmo porque se outro deputado ganhar, e ficando com o NTE, ele vai querer colocar gente deles, isso é lógico”, diz o áudio.
Neste trecho da gravação, a mulher inicia um processo de intimidação aos servidores. “Os contratos [dos trabalhadores] podem ser rescindidos a qualquer momento. A gente tem a autorização e a ordem, que se a gente quiser substituir alguém a gente pode. Vocês me conhecem, sabem como eu sou, não sou uma pessoa de perseguir ninguém, nem de maltratar ninguém. Mas a gente se preocupa com o futuro...Eu tinha que dar essa notícia a vocês, da renovação dos contratos. Teve reunião na Secretaria [Estadual] de Educação [SEC] e decidiram renovar por 12 meses por conta do processo eleitoral e depois mais três meses em 2019 para fechar o tempo. E no final de 2019, vamos renovar por mais dois anos...Vamos nos ajudar e vamos nos apoiar para que eu possa também ajudar vocês”, aponta outro trecho do áudio.

Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.