Jovens rurais recebem incentivos para produção e comercialização de produtos locais


Treze comunidades rurais dos municípios de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes no norte baiano, acompanhadas pela Associação de Técnicos em Agropecuária e Apoiadores da Agricultura Familiar no Estado da Bahia (ATAF), serão diretamente beneficiadas com projeto de incremento da produção e comercialização de frutas, caprinos, mel e outros produtos típicos da região.
Essas comunidades contam com uma forte presença de jovens, a maioria filhos e filhas de agricultores familiares que já iniciaram algum cultivo ou criatório de animais e assim também serão contemplados. A ATAF realizará ações de melhorias na comercialização dos produtos cultivados e beneficiados nas Unidades Familiares, especialmente derivados de leite de caprinos, do umbu e do maracujá da caatinga.
A Associação tem sede na cidade de Remanso e é apoiada pelo Serviço de Assessoria a Organizações Populares e Rurais (Sasop), a mesma também atua em outros municípios da região e tem como base um trabalho fundamentado na educação contextualizada e voltada para a valorização da cultura e dos meios de produção familiar agroecológico apropriados à realidade do Semiárido.
O presidente da ATAF, o jovem Joelson Lopes Nascimento, que mora na comunidade de Carnaúba, em Pilão Arcado, destaca que as atividades de formação e de levantamento da produção local são de grande importância para as comunidades.  Joelson também evidencia o quanto a comercialização da produção nas feiras agroecológicas vão fomentar a venda e a divulgação dos produtos. “Esse convênio vem contribuir com a colocação dos produtos agroecológicos no mercado, fortalecendo também a relação do produtor com o consumidor”, diz Joelson ao reconhecer  a geração de renda como ponto crucial para melhoria da qualidade  de vida das famílias, especialmente  dos jovens que estão na base do trabalho da entidade.
 “O que a gente tenta mostrar para os jovens, são as oportunidades que tem no campo, porque os jovens tem migrado muito pra grandes cidades e um dos nossos objetivos é a permanência do jovem no campo,” declarou Edielson Cesar de Souza, jovem agricultor e criador da comunidade de Baixão Novo, interior de Campo Alegre de Lourdes. Ele reconhece a importância social da inserção dos jovens das comunidades nesse projeto.
Os incentivos para essas ações virão partir de um convênio celebrado entre a ATAF e o Pró-Semiárido, que é um projeto da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), órgão da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) do Estado da Bahia. Os recursos do projeto são frutos do Acordo de Empréstimos entre o Governo da Bahia e Fundo de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Agência Chocalho

Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.