Pacientes do interior para otorrinolaringologista não precisam mais viajar até Salvador para marcar consultas na Osid

imagem reprodução
Quem mora no interior da Bahia e busca consultas ou exames com otorrinolaringologistas no Hospital Santo Antônio/Irmã Dulce não precisará mais viajar até Salvador para fazer o agendamento. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) liberou o acesso ao Sistema Lista Única para cadastro de pacientes novos e em acompanhamento. O anúncio foi feito pela Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS). 
Embora atenda apenas pacientes que buscam ajuda de um otorrino, o serviço, que está em teste desde dezembro, deve incluir atendimentos para Urologia e Ortopedia em breve. Não há data confirmada para quando isso vai acontecer, mas a expectativa é que, em fevereiro, os pacientes já possam iniciar os agendamentos nas suas cidades.
A Gestora de Saúde das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Lucrécia Savernini, explica como o sistema vai atuar na prática:
"Eles precisam levar a requisição e, a partir disso, será colocado o nome do paciente em uma lista e ele será agendado de acordo com a ordem de chegada, a ordem de entrada no sistema", completou Lucrécia.
Os pacientes novos que moram em Salvador poderão fazer o cadastro para agendamento nos postos de saúde ou nas prefeituras-bairro. Os que já receberam atendimento médico e precisam de acompanhamento poderão marcar o retorno através do telefone 156 - o telefone não funciona para primeira marcação de consulta.
Em caso de indisponibilidade de vaga para marcação imediata na rede municipal, os pacientes de Salvador terão seus dados registrados na fila de espera do Sistema Vida+ e cadastrados no Sistema Lista Única para possível agendamento nas unidades da rede municipal ou no Hospital Santo Antônio/Irmã Dulce, respectivamente.
Para acompanhamento no Sistema Vida+ dos agendamentos na rede municipal, o acesso será através do link https://portalvida.saude.salvador.ba.gov.br/autorizacao ou através da Central de Atendimento Fala Salvador, no número 156. É necessário ter o número do Cartão Nacional de Saúde e o protocolo da lista de espera.
Já os enfermos que moram no interior, sejam novos ou antigos, poderão fazer os agendamentos nas secretarias municipais das suas cidades, sem ser mais necessário viajar até a capital baiana.
Após feito o cadastro, o nome do paciente entrará em uma lista de espera. É possível conferir a situação do agendamento pela internet (https://listaunica.saude.ba.gov.br/acesso_cidadao_usuario) e, além disso, uma mensagem de texto será enviada para o celular cadastrado no sistema. Por isso, alerta Lucrécia, é importante manter sempre os dados atualizados.
Segundo Lucrécia, a especialidade mais procurada no hospital é justamente a de otorrino, onde cerca de 2.500 consultas são marcadas por mês. Nesse novo sistema, já são 300 novas consultas agendadas. Vale ressaltar que o modelo antigo de marcação foi extinto.

Fonte: Correio24horas
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.