Renúncia e exílio de Jean Wyllys por ameaças revolta Valmir: “Temeu por sua vida”


O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) foi um dos políticos brasileiros que se solidarizou com o também parlamentar Jean Wyllys (Psol), que informou de sua renúncia e do exílio por sofrer ameaças de morte. Nesta sexta-feira (25), Assunção considerou o caso como um absurdo e um afronto às leis do país.

“Isso é inadmissível, um parlamentar deixar seu cargo por ser ameaçado de morte, por ser LGBT, por se posicionar a favor dos direitos humanos, contra milícias e grupos de extermínio que assassinaram Marielle e Anderson. Todos nós sabemos que Jean é um dos mais combativos parlamentares do Congresso Nacional, e vai fazer muita falta para o Brasil. Ele temeu por sua vida, todos estamos lutando para que isso não volte a ser regra no país”.

Assunção ainda criticou o modo como o governo federal e o presidente da República se comportaram diante da notícia da desistência de Wyllys. “Deveriam se envergonhar. Jean teme que milicianos, assim como aconteceu com Marielle Franco, matem ele. Não podemos concordar com uma coisa tenebrosa como essa. A atitude de deboche de Bolsonaro apequena o Brasil e a Presidência da República”, completa.

Ascom do deputado Valmir Assunção
Vitor Fernandes (DRT-2430)
71 988789657
Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.