Suíca: Quem acreditou que a operação Lava Jato era imparcial comprou ‘gato por lebre’


Os novos diálogos publicados pelo site The Intercept Brasil mostram que a Operação Lava Jato usou o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (FHC) para simular imparcialidade nas ações da força-tarefa do Paraná. Nesta terça-feira (18), após saber dos novos vazamentos, o vereador e vice-líder da oposição na Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), se pronunciou e voltou a criticar a atuação do ex-juiz federal Sérgio Moro, atual ministro da Justiça do governo Bolsonaro (PSL), e dos procuradores da Lava Jato.

“Quem acreditou que a operação era imparcial comprou ‘gato por lebre’. Foi enganado. E como eles sempre fizeram, estão mentindo, criando fakes, novas teorias, falam de sensacionalismo, de perseguição. Mas a verdade é que a casa caiu. Moro e sua turma não tem como se manter mais com essa pose de bons samaritanos. Acabou a sessão do circo de horrores que criaram para incriminar o ex-presidente Lula. Incrível como Moro agiu em causa própria. Tirou Lula da disputa, ajudou a eleger Bolsonaro, e agora é ministro”, critica Suíca.

O edil petista ainda detonou o sonho de Moro de ir para o Supremo Tribunal Federal (STF). Para o vice-líder da oposição, “o clima sugere que partidos políticos estejam ajudando os procuradores na Lava Jato”. Suíca diz que o vazamento das conversas “ajudou a desmascarar a operação que só atingia o PT”. “Moro nunca chegará ao STF. É uma vergonha a gente descobrir que a justiça, ou melhor parte dela, usou mecanismos ilegais para condenar e prender uma pessoa inocente. Isso é que me causa ojeriza”, completa.


Ascom do Vereador Luiz Carlos Suíca
Vitor Fernandes (DRT-2430)

Compartilhar no Google Plus

Postado por George Silva

Entre em contato conosco através do e-mail: sobradinhonoticias@hotmail.com para envio de notícias, sugestões e outros assuntos.