Estudantes confeccionam brinquedos para crianças com microcefalia


Com o objetivo de desenvolver a criatividade, aplicar os conceitos de anatomia e auxiliar no desenvolvimento motor e cognitivo, os estudantes do curso de Fisioterapia, da UNINASSAU Petrolina, criaram brinquedos para crianças com microcefalia da cidade de Petrolina.
A iniciativa da professora e fisioterapeuta, Juliana Pereira, resultou em brinquedos úteis, diferentes e criativos, a exemplo, da caixa sensório-motora. “É um brinquedo bem completo que estimula a visão, audição, o tato e a função motora da criança. A criação foi de uma equipe da turma da manhã. É muito bom ver nossos alunos irem além e desenvolverem objetos com grande utilidade”, contou a professora.
Os alunos Carlos Damião e Gabriel Duarte fazem parte da equipe que construiu o parapodium. “O brinquedo proporciona maior equilíbrio do corpo, é adaptável, ou seja, regula de acordo com a altura da criança, funciona com o objetivo de gerar amplitude do movimento e de força muscular, auxiliando no desenvolvimento motor”, explicou Carlos.  
Gabriel Duarte, aluno do 3º período, compartilhou sua experiência. “É muito gratificante reservar nosso tempo para uma ação tão bonita. Gerar o benefício, o bem para crianças não tem preço”, frisou.
Todos os brinquedos vêm com manual de instruções indicando função, modo de uso e faixa etária. As criações serão entregues, no mês de maio, para as crianças que recebem acompanhamento do município.

ASSESSORIA DE IMPRENSA UNINASSAU
Entre em contato conosco também via WhatsApp!