Salvador: Projeto de Suíca garante prioridades em especialidades no SUS para pessoas com ‘albinismo’


Um projeto de lei do vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), aprovado na Câmara Municipal, garante que as pessoas com acromatismo, conhecido como ‘albinismo’, passam a ter prioridades em marcação de consultas pelo Serviço Único de Saúde (SUS), em especialidades como dermatologistas e oftalmologistas. “Estamos, cada vez mais, alcançando grupos de pessoas que necessitam da atenção dos governos federal, estadual e municipal. Cada projeto que elaboramos tem esse fundamento. Precisamos envolver e incluir todos que estão à margem ou sem atendimento. Onde o braço do estado não chegar, nós estaremos lá para auxiliar que ele chegue. E foi assim com esse projeto”, declara Suíca.

O ‘albinismo’ é um distúrbio congênito caracterizado pela ausência completa ou parcial de pigmento na pele, cabelos e olhos, devido à ausência ou defeito de uma proteína envolvida na produção de melanina. Para o assistente social, Renivaldo Silva Nascimento, a lei aprovada será fundamental para o atendimento aos albinos. “Acredito que essa nova lei, que contempla a população albina, surge como um alicerce em sua defesa, diminuindo as sequelas que passamos. A lei proposta pelo vereador e parceiro da Associação Apalba traz um melhor bem-estar às pessoas albinas. É essencial para a prevenção de doenças”.

Ainda conforme Nascimento, “cabe citar que a prevenção sai mais em conta para o Estado do que os gastos com material hospitalar, o Tratamento Fora do Domicílio [TFD], internamentos, sem contar a baixa autoestima que o esse sujeito passa durante os procedimentos cirúrgicos. Caso não passem periodicamente ao oftalmologista, podem chegar a cegueira”. Pessoas com albinismo têm que passar periodicamente por oftalmologistas, dermatologistas e psicólogos. “Se eles não passam por esses especialistas, podem adquirir câncer de pele, cegueira, além de passarem por discriminação, preconceito, e terem baixa autoestima. É preciso cuidar para não aumentar o número de mortos devido ao tratamento tardio”, completa o vereador Suíca.


Ascom do Vereador Luiz Carlos Suíca
Vitor Fernandes (DRT-2430)
71 988789657

Entre em contato conosco também via WhatsApp!