“Política de mobilidade e incentivo ao uso de bicicletas podem modificar trânsito na Bahia”, diz deputado

Ordenamento do trânsito, diminuição de poluentes atmosféricos e da poluição sonora podem ganhar um importante aliado. Trata-se do projeto de lei que institui a Política de Mobilidade Sustentável e Incentivo ao uso da bicicleta na Bahia, que teve parecer favorável do seu relator, o deputado estadual Marcelo Veiga (PSB). O parecer foi dado esta semana durante sessão da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos, da Assembleia Legislativa (Alba), e envolve a bicicleta como opção de transporte integrado a outros modais.

Nos dados apresentados, o parlamentar aponta que atualmente existe a urgência em diversificar investimentos e políticas públicas sobre mobilidade urbana e à gestão das cidades. “Desta forma, a bicicleta surge como alternativa para esta diversificação e favorecendo ainda a saúde da coletividade. A intenção do Projeto de Lei n° 21.089/2015, de autoria do colega David Rios [PSDB] é oferecer alternativas diante das condições do trânsito caótico das cidades. Entre os principais benefícios ambientais com a inserção da bicicleta como meio de transporte, temos a redução da emissão de poluentes atmosféricos, minimização da poluição sonora e de vibrações e a redução da dependência de recursos não renováveis”, salienta.

Marcelo Veiga diz em seu parecer que a bicicleta tem um papel importante como indutor de inclusão social, pois seu uso implica ocupar a rua e não apenas trafegar, o que permite um contato maior com a cidade e com aquilo que ela oferece. Ele fundamenta dizendo que a bike “representa não apenas vantagens ambientais e econômicas, mas também contribui com o avanço da cidade e da equidade social, além de democratizar o uso do espaço público”.


Ascom do deputado Marcelo Veiga
Vitor Fernandes (DRT-2430)

Entre em contato conosco também via WhatsApp!