Irpaa emite Nota de Solidariedade ao Movimento Sem Terra

A madrugada desta segunda-feira (25) foi de pavor para centenas de famílias Sem Terra do Vale do São Francisco que sofreram despejo por meio de uma ação violenta da Polícia Federal. No total, uma média de 700 famílias dos Acampamentos Abril Vermelho, no Projeto Salitre, em Juazeiro, Irmã Dorothy e Iranir de Souza, no Projeto Nilo Coelho, em Casa Nova (BA) tiveram seus barracos destruídos e a ameaça de destruir também as áreas de plantio. A decisão das famílias foi de resistir e, mediante confronto e ação truculenta da polícia, houve pessoas feridas e intimidadas.
Os acampamentos já existem há quase dez anos, garantindo área para produção agropecuária para famílias dos referidos acampamentos e de comunidades vizinhas e escola para dezenas de crianças e adolescentes. Na última semana, o direito a estudar no Acampamento Abril Vermelho já havia sido retirado, ferindo inclusive o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA.
Nos solidarizamos com as famílias atingidas e com todo o Movimento dos/as Trabalhadores/as Rurais Sem Terra (MST), reconhecendo a contribuição desses acampamentos para a produção de alimentos e economia local ao longo desses anos e a necessidade de garantir às famílias o direito à moradia e à terra para produzir.


Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – Irpaa
Entre em contato conosco também via WhatsApp!