João Jorge e Lazinho serão homenageados pela Câmara de Salvador dia 12 de novembro

Duas propostas de honrarias do vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), aprovadas pela Câmara, serão oficializadas e entregues durante sessão especial no próximo dia 12 de novembro. A medalha Tomé de Souza vai para o presidente do Olodum, João Jorge Santos Rodrigues, e a Zumbi dos Palmares para o cantor Lazaro Araújo Muniz dos Santos, o popular ‘Lazinho’. Ambos atuam na promoção da igualdade racial, no desenvolvimento cultural e das comunidades periféricas da capital. As entregas das medalhas acontecem às 19h no plenário Cosme de Farias e contará com a presença de membros do movimento negro e de diferentes setores da sociedade soteropolitana.

“São nomes da cultura popular brasileira. Antes de tudo, os dois atuam em frentes para a promoção da igualdade racial, são negros e sabem da luta diária que um semelhante nosso enfrenta no cotidiano, em meio a uma sociedade com grupos racistas e preconceituosos. Lazinho é do tempo que quem praticava alguma arte era subversivo. João Jorge é presidente de um dos blocos afros mais conhecidos do mundo com envolvimento direto na luta por igualdade social, das minorias, das mulheres. São dois merecedores das medalhas”, avalia Suíca, que apresentou justificativas para as duas honrarias exaltando os currículos de ambos os artistas.

O presidente do Olodum, por exemplo, João Jorge, é advogado, mestre em Direito público, Fellow da Ashoka, bolsista da Fundação Ford, membro da rede dos advogados sociais da América Latina, além de ser fundador do Grupo Negro da UCSal. Também é autor do livro ‘Olodum Estrada da Paixão’. “João Jorge sempre esteve envolvido com ideais que buscam a igualdade entre as pessoas”, frisa Suíca na justificativa. O vereador aponta ainda que Jorge buscou na arte uma forma de aproximar as pessoas. “Como presidente do Olodum, sempre esteve à frente de projetos de inclusão social, a exemplo da Escola Criativa, entre outros”. 

Já sobre ‘Lazinho’, o edil petista diz que ele tem dedicado a vida na luta pela desigualdade social, contra a intolerância religiosa e, sobretudo, contra o preconceito e o racismo. ‘Lazinho’ é pai de oito filhos e avô de 18 netos, e tem sido orgulho para a família, conforme aponta Suíca. “Conheço Lazinho de muito tempo, somos amigos e, acima de tudo, temos lutas parecidas. Ele não tem se cansado de compor, de cantar e de participar de movimentos que ecoam o clamor da paz, do respeito e do amor ao outro. Isso está expressado na letra das suas canções, a exemplo de ‘Denuncia’, ‘Ideologia’, ‘Tiro Seco’, entre outras”, completa Suíca.


Ascom do Vereador Luiz Carlos Suíca
Vitor Fernandes (DRT-2430)
Entre em contato conosco também via WhatsApp!