IF Sertão-PE lança livro sobre saberes e fazeres nas Escolas Indígenas Pankararu nesta terça-feira (10)

Sediado em uma área de abrangência com forte presença de povos indígenas, o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) é, no estado de Pernambuco, responsável pelo Núcleo do Programa Ação Saberes Indígenas na Escola. Como fruto das experiências da primeira etapa de ações do Programa, que contemplou o povo indígena Pankararu, será lançado o livro “Memórias e vivências: saberes e fazeres nas Escolas Indígenas Pankararu”. O evento de lançamento da obra acontecerá nesta terça-feira (10), das 9h às 17h, no Terreiro do Poente do Povo Pankararu.

O livro, organizado pelas professoras Edivania Granja e Socorro Tavares, é composto pelas narrativas de professores indígenas e sequências didáticas construídas durante a realização da Ação “Saberes nas Escolas Indígenas Pankararu”, com demonstrativos de atividades desenvolvidas por discentes Pankararu. “São narrativas das professoras e professores indígenas participantes, numa perspectiva autobiográfica permeada pelas histórias de vidas e pelas experiências no Programa”, afirma a professora Edivania Granja.

Em suas quase 250 páginas, são ainda partilhadas as práticas metodológicas realizadas através de oficinas didáticas que aconteceram nas Escolas Pankararu e nos campi Petrolina e Floresta do IF Sertão-PE, entre os meses de junho e dezembro do ano passado. “A partir desses relatos de experiências educativas, penso que cabem algumas perguntas provocativas para nossas reflexões. Por que não dizer conexões de conhecimentos indígenas? O que são saberes, o que são conhecimentos? Quais as diferenças? Existem saberes acadêmicos e conhecimentos indígenas, tradicionais e populares?”, escreve no prefácio do livro o professor de História da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Edson Silva.

Criado em 2013 pelo Ministério da Educação (MEC), através da então Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI), o Programa Ação Saberes Indígenas na Escola foi implementado em 2018 no campus Floresta do IF Sertão-PE com o povo indígena Pankararu, território etnoeducacional Serra Negra Berço Sagrado. Sob a coordenação geral da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), o IF Sertão-PE faz parte da Rede Nordeste de articulação dos saberes indígenas, com o Instituto Federal da Bahia (IFBA) e o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).


Assessoria de Comunicação 
Instituto Federal do Sertão Pernambucano 
Entre em contato conosco também via WhatsApp!