DeOlhoNaCity: Mulheres de Sobradinho se unem prol efetivação da justiça por Edilene e contra violência a todas

Após expressões de sentimento de dor e revolta de várias pessoas da cidade de Sobradinho, em sua grande maioria do gênero feminino, via grupos de whatsapp, grupos e comunidades facebook do município, pelo assassinato de Edilene dos Santos Carvalho (Leninha), ocorrido no domingo (15), nessa terça-feira (17) algumas se uniram e tomaram a iniciativa de levantar um movimento para cobrar a efetivação da punição merecida para o autor do crime de feminicídio, sendo o suposto acusado, o ex-companheiro da vítima, Pedro Henrique (Tuca).

Iniciando a organização desse levante, criaram um grupo whatsapp denominado "Não a Violência", especifico para tratar somente do assunto do assassinato de Edilene e de casos de violências que por venturas outras mulheres da cidade venham sofrer. Em meio a essa inicial movimentação com a criação do grupo e movimento dentro dele, o Movimento Mulheres em Foco de Sobradinho, criado em 25 de março de 2017, emitiu uma nota, também sobre a tragédia com Leninha clique aqui e veja a nota, fortalecendo ainda mais a causa desse levante.

Rapidamente o grupo delas alcançou mais de 100 participantes, sendo orientados mudarem a imagem do perfil de cada uma, com a mesma imagem que identifica esse grupo whatsapp. Interessante que logo após, também foi criado um outro grupo com a mesma finalidade, esse segundo denominado #Somos Edilene (Leninha) 01, que já tem mais de 250 participantes.



Da Redação Sobradinho Noticias  
Entre em contato conosco também via WhatsApp!