Amefa Sobradinho participa de projeto do governo do estado


Intercâmbios de conhecimentos das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) sobre educação ambiental, sistemas agroflorestais e produção agroecológica. Esse é o nome do projeto que vai desenvolver atividades na perspectiva da construção de conhecimento nas linhas socioambiental e socioclimática junto a estudantes das EFAs de Correntina e Alagoinhas, Sobradinho e Monte Santo.

As EFAs de Sobradinho e Monte Santo contam com estudantes que são beneficiários e filhos de beneficiários do Pró-Semiárido, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

O projeto de intercâmbio de conhecimentos está sendo executado pela Rede das Escolas Famílias Agrícolas Integradas do Semiárido (Refaisa) e, segundo Tiago Pereira da Costa, um dos coordenadores do projeto, a iniciativa só foi possível graças ao apoio de alguns parceiros, entre eles, o Governo do Estado da Bahia. 

“Essas ações, viabilizadas a partir dessa parceria com AKSAAM, foram provocadas a partir da aproximação da Refaisa com as organizações locais que executam o Pró-Semiárido, como Irpaa, Sajuc, Aresol e Cactus, e também da aproximação com o Governo do Estado da Bahia e com o Fida, o que resultou num convênio que a Refaisa já assinou com a CAR e que vai viabilizar a construção de três casas de rações nas EFAs de Sobradinho, Antônio Gonçalves e Itiuba, além do fomento à produção de mudas. Vamos ter também uma cartilha sobre educação e produção”, explanou Tiago. 

Além de fomentar a implantação de 20 Sistemas Agroflorestais (SAFs) nas áreas das escolas e nas propriedades de estudantes, o projeto vai contar com formações e intercâmbios. Haverá ainda “Dias de campo” para partilha de conhecimentos com agricultores e instituições parceiras. “A ideia do Fida é integrar todas essas ações em um grande guarda-chuvas, que dê conta de viabilizar uma ação efetiva para a juventude e para as Escolas Família Agrícola a partir da educação do campo e pedagogia da alternância”, destaca Tiago.

Comunicação do Pró-Semiárido
Entre em contato conosco também via WhatsApp!